Saúde e fitness…Barra de cereal

maio 31, 2013 § 2 Comentários

Por Diogo Zanello

Todas as barras de cereais são realmente saudáveis?

Bom dia pessoal!

Hoje irei falar sobre as famosas barrinhas de cereais, um lanche muito consumido, principalmente por aqueles que estão iniciando uma dieta e buscam a praticidade. Contudo, surgem diversas dúvidas a respeito delas e, muitas vezes, as pessoas acabam consumindo produtos de baixa qualidade devido à falta de informação. A barra de cereal é, de fato, uma forma mais prática de consumir os cereais. Porém, podemos consumi-los de outras maneiras, como, por exemplo misturando-os com frutas e iogurte ou até mesmo em outras preparações, como pães, bolos e panquecas.

barra

É importante observarmos os ingredientes dos alimentos que compramos, já que eles se encontram em ordem decrescente em relação à quantidade. Ou seja, o primeiro ingrediente é aquele que predomina no produto. Com relação às barras de cereal, devemos evitá-las quando o primeiro ingrediente for xarope de glicose ou xarope de milho (carboidratos simples de alto índice glicêmico), que geram um pico de insulina acentuado, promovendo um grande aporte de energia para o nosso organismo. Para vocês imaginarem, o índice glicêmico de algumas barras chegaram até mesmo a superar o índice do pão frânces branco, cujo valor é 100. Caso esse excesso de fornecimento de energia não seja utilizado, será estocado em tecido adiposo.  E excesso de gordura localizada ninguém gosta, né?! Hehehe.

O fornecimento rápido de glicose pode ser indicado antes da prática de atividade física, devendo, porém, ser avaliado o tipo e o nível da atividade a ser realizada, a alimentação anterior, o tempo transcorrido desde a última refeição e, é claro, o objetivo buscado (definição, hipertrofia, desempenho, etc). Para melhores resultados, é interessante consultar profissionais das áreas de nutrição e educação física.

Além do tipo de carboidrato, é mais indicado consumir barrinhas que utilizem produtos orgânicos, evitando-se, assim, a contaminação por agrotóxicos. É também de grande relevância observar o tipo de gordura, de modo a evitar altas concentrações de gorduras saturadas e de gordura vegetal hidrogenada (trans). Além disso, fiquem atentos também aos valores de sódio. Associando todas as informações e comparando os rótulos de cada barrinha, tenho certeza que vocês farão uma boa escolha.

barra2

Portanto, se for consumir uma barra de cereal, priorize as que fazem justiça ao nome e contenham como primeiro ingrediente os CEREAIS! Também é interessante quando estes cereais encontram-se  associados a frutas, gergelim, chia, linhaça e castanhas em geral. Levando tudo isso em consideração, indico algumas marcas: biO2, Granpure, Levittá, Monama, Nature crops, Nature valley e Supino light. Caso não encontre essas opções, fique atento ao rótulo e selecione a melhor opção para você. Varie os sabores e aprimore seu paladar para novos alimentos!

Desejo uma ótima semana a todos.

DiogoZanello (@diogozanello).

Anúncios

Minha rotina fitness completa #sovencequempeleja

maio 14, 2013 § 7 Comentários

Por Luísa

Muita gente tem perguntado quais são as minhas atividades físicas atuais e hoje vou contar para vocês. Desde outubro do ano passado que não malhava direito. Digo isso por que não tinha uma rotina, e ter uma rotina é essencial para quem quer alcançar resultados, de fato. Ia quando dava tempo e fazia bem sem vontade, sabe?! Não estava me sentindo estimulada e o cansaço de monografia+trabalho+aula só me fazia pensar na minha cama no meu tempo livre. Em dezembro, resolvi mesmo me aposentar da academia e assumir que não estava mais conseguindo me dedicar 100%. A partir de então, os meus exercícios físicos se limitaram a corrida e ao patins que, vira e mexe, pego para andar nos finais de semana e até já falei sobre o assunto com vocês aqui.

Vantagem: Tenho uma esteira que não é cabideiro dentro de casa. Uso mesmo. Então, quando bate a preguiça de sair para correr, procuro um filme, série ou uma novela na TV e corro ali mesmo.

Mas a corrida e o patins só serviram para eu não enferrujar e manter o peso, mas a questão é que os músculos começam a sentir falta de exercício. E eu também.

Antes mesmo de viajar já estava querendo voltar a malhar, mas esperei juntar o prejuízo das “férias” e começar do zero outra vez. Pensei em mil alternativas no meu curto tempo disponível para isso e procurei algo que fosse surtir efeito e que eu gostasse.

leo

Vantagem2: Tenho um primo que é personal trainer em Brasília e faz um trabalho maravilhoso com vários alunos por aqui. Como acompanho de perto, me interessei e resolvi testar. Resultado: Estou adorando. É muito bom ter alguém do seu lado te estimulando e te colocando para ralar sem dó. No fundo, é disso que a gente gosta. E não é que esse treino funcional, funciona (haha) mesmo?! Depois de três semanas fazendo o treino com ele, duas vezes por semana (terça e quinta) e intercalando com a corrida (seg/qua/sex), já vejo muito resultado.

foto (3)

E oh, não é fácil. O tempo disponível em nossa vida para nos dedicar a saúde é cada vez mais escasso, eu sei, mas com um pouquinho de vontade a gente consegue. As minhas aulas são na hora do almoço e a maior parte das minhas corridas são realizadas de noite, depois da faculdade. Agora vem com a gente e entenda, pelas palavras do Leo, o que andamos fazendo:

“Olá pessoal, tudo bem?

Volto aqui para escrever sobre o treino da Lulu. Que fique claro, isso não é uma prescrição! O que da certo pra ela, pode não dar certo para você leitora, nem pra Pugliesi.

Luísa tem um background bastante variado de exercícios. Já fez aula de dança, hip-hop, correu, nadou, malhou, etc. Vinha de um período sem regularidade nos treinos mas sempre se manteve ativa. O que a caracteriza como uma aluna intermediária.

foto (9)

Estava cansada de fazer musculação e ficar em ambiente fechado, então propus um treinamento funcional com os equipamentos que tenho na minha casa.

Treinamos 2 vezes por semana e, basicamente, em uma sessão ou bloco de treino, procuro trabalhar com ela a força, capacidade cardiorespiratória (DSE), correções  dos padrões de movimento, CORE training,  flexibilidade e liberação miofascial. (Cada um desses será um tópico para um futuro post)

foto (7)

Hoje o treino teve como foco principal o desenvolvimento dos sistemas energéticos. Fizemos um treino intervalado:
escolhi 5 exercícios diferentes, 3 na escada de agilidade e 2 com cones. Fizemos 4 séries de 30 s com 15s de intervalo. Coração na boca! 

foto (5)

O objetivo é incentivar a pratica de atividade física! Procure um professor qualificado para auxilia-las no seu #projetoleitora. O nosso é #sovencequempeleja, juntem-se a nós e vamos ralar!”

Quem quiser mais informações e tirar dúvidas, pode entrar em contato com o Leonardo (61)9287-4083 e a gente também se encontra no instagram @luisapeleja @leopeleja

Beijocas!!!!

Saúde e Fitness – Os benefícios do óleo de coco

abril 1, 2013 § 4 Comentários

Por Diogo Zanello

Bom dia,

Hoje vou comentar sobre um alimento que está sendo muito falado e estudado ultimamente, o óleo de coco. Ainda não há consenso definitivo sobre seus benefícios, mas este óleo está demonstrando ser um alimento funcional promissor. As principais dúvidas que surgem são: como um óleo pode ajudar no emagrecimento? Ingerindo gordura a mais não seria prejudicial pelo fato de o excesso de gordura estar relacionado ao aumento do tecido adiposo? Estas questões e outros esclarecimentos serão descritos no post de hoje.

1329852594_3

O óleo de coco é produzido por moagem de copra, a semente seca, que contém cerca de 60-65% de óleo. O óleo tem o sabor naturalmente doce do coco e contém 92% de ácidos graxos saturados (sob a forma de triglicerídeos) e, a maior parte deles(cerca de 70%)de ácidos graxos de cadeia média (MCFAs). Dentro deste tipo de ácidos graxos, destaca-se o ácido láurico, que, de acordo com estudos, é um dos principais responsáveis pelos efeitos benéficos do coco.

Esse óleo tem como característica solidificar-se com temperaturas abaixo de 25̊ C sem perder suas propriedades. Isso porque o óleo de coco é estável, não perdendo suas características nutricionais quando submetido a altas temperaturas. É também considerado o mais saudável para cozinhar, não apresentando gordura trans (gerada pelo processo de hidrogenação), que está presente em todos os óleos de origem vegetal.

O teor de gordura saturada do óleo de coco é semelhante ao do leite humano, o que significa que é de fácil digestão. O seu metabolismo é diferente dos óleos vegetais normais, como o de soja e o de milho, que contêm ácidos graxos de cadeia longa.Os MCFAs não dependem de nenhuma enzima digestiva para serem absorvidos pelo organismo e, após sua absorção, caem rapidamente na corrente sanguínea e entram nas células sem transportadores. Estes fatores proporcionam o fornecimento rápido de energia para o nosso corpo.

oleo_de_coco_1

 

Os principais benefícios do óleo de coco são: aumento da saciedade (atua no sistema nervoso central e diminui a velocidade de esvaziamento gástrico); a ação antioxidante (contém vitamina E); ajuda a reduzir e evita a oxidação do colesterol LDL (o mau colesterol); auxilia a elevar o colesterol HDL; auxílio no emgrecimento (energia rápida, menos inflamação e aumento do metabolismo); melhora absorção de nutrientes e, consequente, melhora do sistema imunológico; atua como “antibiótico” natural e combate da fadiga crônica. Com esses benefícios, pode ser utilizado como complemento para auxiliar na prevenção da obesidade e de doenças cardiovasculares, cerebrais, inflamatórias e relacionadas com a idade.

agua-de-coco-praia

Para finalizar, gostaria de ressaltar que o óleo de coco deve ser utilizado como um complemento para sua saúde, e não como um medicamento. Para obter seus benefícios, ele deve ser consumido diariamente e deve ser virgem, e não refinado.A quantidade aconselhada é de 1 a 4 colheres de sopa por dia. Contudo, é importante que a quantidade seja individualizada por um nutricionista, já que se trata de uma gordura saturada que, em excesso, pode causar malefícios.

Uma excelente semana a todos!

Dicas de nutrição por Vinícius Lacerda

outubro 23, 2012 § 2 Comentários

Por Ana Luiza

Um dos temas mais pedidos aqui no YSK é sobre saúde, fitness e alimentação. Tanto é que já temos uma coluna com o personal trainer, Leonardo Peleja, que nos dá dicas valiosas. Isso é realmente muito legal! A forma como temos nos importado com a nossa saúde é altamente expressiva. Mesmo que seja por modinha, as academias, as ruas e os parques estão lotados de gente se exercitando, buscando um corpo invejável. Mas nem sempre os exercícios são casados com uma boa alimentação. Por isso hoje, eu trago pra vocês algumas dicas do nutricionista esportivo, Vinícius Lacerda.

Vinícius ressalta a importância de seguir corretamente a dieta e não deixar de ingerir nenhum dos itens pré indicados pelo médico. “Há pacientes que não gostam de azeite e, por isso, não o colocam na salada, mesmo que a dieta determine isso. Porém, todos os ingredientes são pensados milimetricamente para levar os nutrientes necessários. A falta deles também pode retardar o processo de emagrecimento”.

A canela é outro condimento muito listado pelo doutor em suas dietas e muitos pacientes deixam de usar, achando que ela vai dar só mais um sabor à comida. “O uso da canela é fundamental quando indicado e traz vários benefícios. O condimento acelera o metabolismo, facilitando a redução de gordura corporal. Além disso, ajuda no controle da ansiedade, com o aumento da produção de serotonina (hormônio do bem estar)”. O nutricionista ainda afirma que a canela é rica em Picolinato de Cromo, e, por isso, atua melhorando a sensibilidade à insulina, o que ajuda a reduzir gordura abdominal. Já pode por canela em todas as refeições?! hahaha Já quero!!! Mas, Vinícius alerta que neste ponto, os diabéticos devem tomar cuidado, pois a canela potencializa a redução de glicose no sangue.

As loucas das calorias, que contam cada grão que comem, estão perdendo tempo. “O mais importante é trabalhar com a qualidade dos alimentos. Se contar calorias trouxesse resultados eu não indicaria arroz integral em minhas dietas porque ele tem um maior valor calórico do que o branco. Mas, ao mesmo tempo, tem também fibras e vitaminas essenciais para quem está em busca de um corpo bonito e saudável”.

Tá bom ou querem mais? Achei tudo que ele disse super útil! A gente sabe que ficar bonita tá cada dia mais caro né?! Quanto mais informação e dica como essas, melhor né? Vindo de gente bem informada então.. Tudo de bom!

O nosso muito obrigada ao doutor Vinícius Lacerda, à TOP2 Comunicação e a nossa amiga, Manaíra Lacerda! Qualquer dúvida, procure  um nutricionista.

Saúde e Fitness – Salto alto

setembro 17, 2012 § 2 Comentários

Por Leonardo Peleja

Olá,

O que é, o que é? Deixam as mulheres mais altas, com pernas torneadas, elegantes e com muita dor no final do dia?

Estou falando sobre o salto alto. Indispensáveis para muitas mulheres, sobretudo as baixinhas, tanto no ambiente profissional quanto nas baladas, mas que têm consequências dolorosas para quem abusa de seu uso.

O uso prolongado do salto alto leva:

  • Dores;
  • Ao encurtamento do tendão de Aquiles e da musculatura isquiotibial (parte posterior da coxa);
  • Ao desenvolvimento de tendinite e condromalácia patelar (rachadura na cartilagem do joelho);
  • Entorses nos tornozelos;
  • Ao aparecimento de joanetes e calos nos pés.

Mas não se desesperem!! Não estou aqui dizendo para vocês “descerem do salto” ! Alguns exercícios na musculação e alongamentos para essa região vão fortalecer e deixar mais resistentes seus tendões, ligamentos e músculos.

Exercícios para panturilha (Flexão Plantar):

Flexão plantar, em pé, na máquina:

Flexão plantar, sentado, na máquina (“Burrinho”):

Flexão Plantar, em pé, livre:

O encurtamento da musculatura posterior da coxa e das panturilhas podem acarretar problemas de postura, com um aumento da lordose lombar. Por isso, vale a pena dedicar mais atenção ao alongamento dessa região. Alguns exemplos:

Alongamento dos isquiostibiais com elástico, toalha ou corda:

Alongamento dos isquistibiais em pé:

Alongamento para panturilha:

Existem diversas formas de realizar esses exercícios e alongamentos para essas musculaturas. Se você sente algum desses efeitos por conta do uso de salto alto, procure um profissional de educação física para lhe orientar melhor forma de acordo com suas limitações de força e flexibilidade.

VOCÊS SABIAM?

  • Compre sapatos no final da tarde ou a noite, pois os pés incham ao longo do dia;
  • Após os 20 anos, os pés costumam aumentar de um a dois números;
  • O sapato deve estar confortável na hora da compra. ELE NÃO VAI AUMENTAR DE TAMANHO! #FICAADICA

Novo colunista de Fitness

setembro 11, 2012 § 6 Comentários

Por Luísa

Agora no mês de setembro o YSK  vai passar por uma pequena melhoria (se tudo der certo, até o nosso aniversário de 4 meses no dia 22). Tudo para proporcionar uma leitura mais gostosa e prazerosa para vocês, leitores. Categorias reformuladas, parcerias novas, novidades no layout e no Facebook e também, um novo colunista para tratar de assuntos sobre fitness! Sempre recebo pedidos por email e comentários para tratarmos mais sobre o assunto, então resolvi correr atrás de uma pessoa que pode trazer coisas super interessantes sobre esse universo e tirar algumas dúvidas de vocês. Diferentemente da coluna de gastronomia (toda quarta), a de fitness não vai ter um dia certo para pintar por aqui.

Para embarcar no YSK, convidei o meu primo, personal trainer e preparador físico aqui de Brasília, Leonardo Peleja. Além de ser da família, o Leo é um profissional super competente em quem eu confio muito. É com ele que sempre tiro as minhas dúvidas e ligo para perguntar e conversar quando o assunto é academia! Mas agora, vou deixar que ele mesmo se apresente! Semana que vem já tem conteúdo sobre no assunto para vir ao ar. Fiquem ligados!!

“Olá, me chamo Leonardo Peleja. Sou formado em educação física, preparador físico, personal trainer e, primo da Luísa.

Desde que ela iniciou com esse blog tem sido bombardeada de emails e pedidos no site para dar dicas de atividades físicas, alimentação, etc. Sabiamente,  por não ser profissional da área e não ter conhecimentos tão profundos, ela me procurou para tentar suprir essa necessidade dos leitores.

A idéia da coluna será de escrever sobre dúvidas comuns nas academias, atividades físicas alternativas e/ou ao ar livre, emagrecimento, treinamento funcional, alongamento e como chegar ao corpo da Sabrina Sato! hahaha…

Aqui não passarei série, nem o “o melhor exercício para ficar sarada(o)”! Não tem receita! As dicas serão gerais e cabe a você, leitor, procurar um profissional da área para orientá-lo da melhor forma.

Então, você leitor(a) que têm dúvidas sobre atividade física, execução correta de exercícios, etc. Mande email para nós ou deixe seu comentário!

Foi um prazer, Leonardo Peleja

Para completar, ainda indico o instagram dele @leopeleja para quem quiser conhecê-lo mais e acompanhar o trabalho que ele desenvolve. Além de várias fotos de treinos de alguns alunos, o instagram do Leo é cheio de humor e serve como incentivo para todos os seguidores. Várias tirinhas, como as que vou mostrar agora, vivem aparecendo por lá para nos fazer não desistir e se jogar na academia ou no exercício físico.

(clique nas fotos para ampliá-las)

E aí, gostaram da novidade?

Beijocas!!!!

Para se apaixonar pela malhação

julho 24, 2012 § 9 Comentários

Por Luísa

Aqui em casa minha mãe assina várias revistas e entre elas duas são de saúde/beleza. Sempre que elas chegam vou correndo dar uma olhadinha para saber das novidades de produtos para pele, corpo e maquiagem, saúde e fitness. É um assunto que eu gosto de ler. Confesso que adoro testar umas técnicas e exercícios que aparecem por lá também. Já notei que muitas das leitoras se interessam pelo assunto e como sei que não são todas que leem as mesmas coisas que eu, acho mais do que válido repassar as informações que eu acho  bacana. Hoje vou falar sobre um estudo que pode servir de estímulo nas horas de desânimo na academia. As vezes essa atividade pode parecer  muito chata, mas não desista. Uma hora ela se torna divertida e gratificante. É tudo uma questão de tempo.

O segredo para pegar gosto pela atividade física é, primeiramente, escolher uma que combine com você mesmo que, de início, você não vire fã. Segundo uma pesquisa publicada no Journal of Applied Social Psychology, jornal americano, é preciso 40 dias para se adaptar ao exercício. Vários psicólogos e neurocientistas defendem que 40 dias é uma espécie de número mágico para adotar um novo hábito. A pesquisa acompanhou um grupo de adultos que fizeram o mesmo treino cinco vezes por semana. Então é importante manter uma certa frequência para, de fato, a teoria funcionar.

E aí, vamos malhar e pagar para ver? Beijocas!! Amanhã coloco o vídeo da transformação, gente.

Onde estou?

Você está navegando em publicações marcadas com saúde em You Should Know - YSK.